segunda-feira, 6 de março de 2017

Game of Thrones: por que eu amei essa série?

Hoje eu vim aqui falar de uma série que relutei muito em assistir, aquela onde tem dragões, protagonistas que morrem, muita batalha, sangue e traição. Adivinharam se pensaram em Game of Thrones. Siiim, essa série maravilhosa me deixou apaixonada!!!



Game of Thrones é uma série produzida pelo canal HBO e atualmente é uma das mais vistas no mundo - ganhando, inclusive, vários prêmios - e considerada uma das mais caras também. A série televisiva é baseada nos livros "As crônicas de gelo e fogo" do escritor americano George R. R. Martin.

No começo eu ainda tinha aquela rixa na minha cabeça do tipo "qual série é a melhor?" entre GOT e Vikings, e como eu já assistia Vikings há algum tempo, era aquela fã fiel que achava ser a melhor série e ponto. Comecei a assistir GOT bem cética, com preguiça dos primeiros episódios, que não me atraíram e nem me chamaram tanto a atenção. Assisti mais pelo conjunto série medieval + todo mundo só fala disso e eu preciso me atualizar também + vamos ver qual que é a dessa série.

Acho que só depois da primeira temporada é que de fato eu comecei a pegar gosto, tanto pela trama quanto pelos personagens (até aquela altura, ainda achava o Jon Snow super sem graça - mal sabia eu...)


Entrando em Westeros

Resumindo a série, basicamente a história se passa em um continente chamado Westeros, onde as famílias (que também são conhecidas como casas) lutam pelo Trono de Ferro (uma cadeirinha bonitinha que com certeza todo mundo já viu ou conhece - uma representação dela estava inclusive na Bienal Internacional do Livro de São Paulo ano passado), pertencente ao rei que comanda todos os Sete Reinos (que ficam dentro de Westeros). A série gira em torno disso, mas há também outras histórias paralelas dos personagens (não quero dar spoiler caso alguém que não tenha visto a série leia isso). Há também outros continentes, como Essos e Sothoryos, mas esses não são tão presentes na história quanto Westeros.

O Trono de Ferro e Ned Stark, membro da família Stark

As principais famílias (ou casas) são os Lannisters, os Starks (uma família que vive no Norte de Westeros, cuja frase principal é "Winter is Coming"), os Targaryen (sim, aquele dragão pertence à essa casa) , os Baratheon (que ocupam o Trono de Ferro), os Tyrell, Arryn, Greyjoy, Martell, e por ai vai... (citei os mais importantes e os que aparecem constantemente).

Além dos reinos há também a Muralha (The Wall), que é um local onde homens, muitas vezes assassinos e estupradores, mas também os bastardos (aqueles que nasceram fora do casamento), vão para proteger Westeros das ameaças além dessa Muralha. Ela fica localizada no extremo norte, em um local que me pareceu ser MUITO gelado (só tem neve lá). Essa muralha foi construída há muitos anos para servir de proteção quando os Caminhantes Brancos (White Walkers) enfim chegarem, junto com outras criaturas tão aterrorizantes e perigosas quanto. Em Westeros as estações duram anos; eles estão passando pelo final de um longo verão e sabem que o inverno se aproxima e pode chegar a qualquer momento, juntamente com esses caminhantes que, para alguns, são lendários; para outros, são tão reais que só de pensar dá aquele calafrio na espinha.

O que eu achei da série?

A história, pra mim, é bem complicada de entender e eu só consegui compreender todo esse universo vendo os extras dos DVD's que comprei, onde os atores, diretores e o próprio George R. R. Martin explicam detalhadamente as pontas soltas que ficaram na minha cabeça vendo todas as temporadas. 

Game of Thrones é diferente de todas as séries que eu vi justamente pela complexidade. É um mundo de fantasia com outros continentes, língua, costumes, bandeira, moeda, etc., diferentes. Literalmente é um outro mundo, então não dá pra comparar com séries que estão em alta ultimamente, como Vikings (que eu falei no começo do post e que muita gente ainda insiste em comparar), porque são histórias e temáticas completamente diferentes. George R. R. Martin pra mim é um gênio por criar tudo isso. Cada detalhe é muito bem explicado.

Descobri nas minhas pesquisas que George R. R. Martin se baseou em diversos acontecimentos históricos para fazer a base da história e dos personagens de GOT. O enredo se parece muito com a Guerra das Rosas (uma guerra que durou cerca de 30 anos, onde duas famílias - os Lancaster e os York - disputaram o trono da Inglaterra), e grande parte dos personagens são inspirados em antigos monarcas ingleses e franceses. Achei bem bacana o autor pegar alguns contextos históricos e criar um mundo de fantasia em cima.

A série é tão bem produzida e completa que foram criados alguns idiomas próprios, como é o caso do Alto Valiriano (língua falada em Essos) e do Dothraki (idioma falado pelos povos nômades, com o famoso Khal Drogo - Jason Momoa - liderando o bando).



Outra coisa que eu me surpreendi bastante foi com os personagens. Na grande maioria das séries o protagonista não morre (tirando Vikings porque até hoje eu choro com a morte do Ragnar), e fica até o final da série, mas em Game of Thrones a grande maioria MORRE SIM!!! Ned Stark, por exemplo, que é um dos personagens centrais da série e membro da família Stark, morre na primeira temporada (desculpa os spoilers), assim como vários ao longo das seis temporadas. Então eu já aviso assim como me avisaram antes que eu começasse a assistir: NÃO SE APEGUE AOS PERSONAGENS. Eu sei que vai doer e você vai querer parar de assistir, mas a tendência é sempre melhorar a cada episódio. 

Ainda sobre os personagens, nenhum é o mocinho e nenhum é o completo vilão. Em Game of Thrones há um grande conflito de interesses, onde o que conta são as vantagens individuais de cada um, portanto, há muuuuuuita traição e falsidade (o que não é tão distante assim da nossa sociedade...), e não dá para prever a reação de cada personagem ou seus próximos passos. Os que me agradaram mais, logo de início, foi Tyrion Lannister (ai gente, eu casava), interpretado pelo ator Peter Dinklage, pela astúcia e inteligência dele que dão aquele tempero meio nebuloso em volta desse personagem. Também não poderia deixar de citar a Daenerys Targaryen, que veio do nada, de uma família onde só restaram ela e o irmão, e está construindo um império aos poucos. Girl power puro!!!

Tyrion Lannister e Daenerys Targaryen
Também me surpreendi muito com Jon Snow (qui homão!!!), que no começo era aquele personagem que você pensa: "Nossa, todo mundo falava dele, e o cara é isso?", mas na real ele vai crescendo ao longo da série até finalmente virar "The King in the North" (spoiler, desculpa...). No começo ele é bem sem graça mesmo e super apagado por ser o filho bastardo e tal e tá sempre com aquela cara de árvore. Ainda bem que melhora. A frase "You know nothing, Jon Snow", agora não faz mais muito sentido.

Jon Snow (I'm sexy and I know it...)
As roupas dos personagens também foram um grande atrativo pra mim, além, claro, desse ambiente medieval que eu gosto tanto. Tanto a rainha Cersei quanto Margaery, Sansa, Catelyn e Melisandre usam uns vestidos MARAVILHOSOS (que, se não fossem tão caros, eu gostaria de usar todos os dias). O cabelo delas também são lindos!!! Tanto as cores quanto os penteados.

Também preciso dizer que A M E I a abertura da série, incluindo a música. É possível ver um mapa de todos os continentes, bem como as casas, e ao longo das temporadas esse mapa vai mudando, meio que mostrando as mudanças que houveram conforme a série segue.

Game of Thrones é rica em efeitos visuais, detalhes que nos transportam direto para aquele universo, ao ponto de deixar nossas mãos suadas e nossos corações sem bater esperando as cenas seguintes (sim, tive muito isso na 6° temporada com a 'Batalha dos Bastardos').


Por que você deve assistir a série (se AINDA não viu)? 

Muita gente que lê meu blog gosta de assuntos relacionados ao medievalismo, então recomendo muito GOT, porque é uma série muito rica em termos de efeitos visuais, fantasia, figurinos, etc. Se você ainda está relutante para assisti-la (como eu estava), ou ainda não a viu por motivos aleatórios, eu recomendo: ASSISTA. Pode ser que você se empolgue e resolva maratonar tudo em um final de semana (o que eu acho meio impossível, pois cada episódio tem duração de 1 hora aproximadamente), ou que veja aos poucos, só para não sentir aquele vazio típico quando terminamos uma série e a próxima temporada ainda está longe de estrear.

Game of Thrones é uma série exclusiva da HBO e, por isso mesmo, só é transmitida nesse canal. As primeiras temporadas estão sendo novamente exibidas, em comemoração à 7° que está prevista para estrear em julho desse ano. Para quem não puder ver pelo canal pago, recomendo a compra dos DVD's (comprei meu box lindo na Saraiva, para quem quiser o link é esse), que contém muitas extras onde é possível conhecer um pouco melhor Westeros e os personagens, já que se você não se aprofundar, não entende muita coisa (falei que a série é complexa, lembra?). Eu recomendo a compra porque é praticamente coisa de colecionador; eu quando gosto muito da série ou filme compro o original mesmo!!!

E para finalizar, só mais um dado: GOT é transmitida em cerca de 197 países e é considerada a série mais vista na história. Tanta audiência assim não pode ser a toa, né?

Deixo aqui alguns trailers para quem tiver curiosidade (ou para quem é muito fã e quer matar um pouco as saudades e assistir de novo):




Tema de abertura:




Aqui, o tema de abertura foi reproduzido pela banda (que eu amo muito) Taberna Folk (e quem ainda não conhece, deveria ver uns vídeos no youtube):



Valar Morghulis!!


4 comentários:

  1. quando assistir foi amor a primeira vista. Não vejo a hora de sai a 7 temporada.

    gordinhaestilosa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Já espero ansiosamente o próximo capítulo da nova temporada, o último capitulo me deixou super intrigada com a história de Game of Thrones 7 , aonde podem consultar o tempo faltante para a transmissão do novo capítulo e isso é muito emocionante! Acho que as atuações foram muito boas, é uma das minhas serie preferidas.

    ResponderExcluir