quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Ostara: O equinócio de Primavera e antigo sabbat que deu origem à Páscoa cristã

Hoje vou falar um pouco sobre o Ostara, conhecido também como Eostre ou Equinócio de Primavera, um Sabbat onde é celebrado o equilíbrio entre o Deus e a Deusa e a fertilidade. Ostara é comemorado por volta do dia 20/21 de Março no hemisfério Norte e 21/22 de Setembro no hemisfério Sul. Para os pagãos que seguem a roda celta, como a Wicca, é um dia de celebrações e festividades e uma data de equilíbrio e reflexão, onde devemos repensar nossas atitudes e desejar fertilidade em nossas vidas (no sentido de prosperidade, amor, saúde, etc.).


Esse Sabbat é comemorado por ser o primeiro dia da Primavera, quando o dia e noite têm a mesma duração e quando o Sol se encontra no centro da Linha do Equador. Por conta disso, o Inverno e a época fria do ano vão dando lugar ao Sol que está aos poucos se fortalecendo e banhando a Terra com seu calor.  É o despertar da terra depois de um longo inverno e começo de uma época onde as pessoas  ficam mais ativas e passam mais tempo ao ar livre. O Deus é representado como o Sol, que está cada vez mais forte, enquanto a Deusa dá lugar a uma jovem donzela cheia de vida. É um ritual de fertilidade e, por conta disso, um dos símbolos desse Sabbat é o coelho, por ser conhecido como um animal muito fértil e por sua gestação demorar cerca de 28 dias, mesmo período do ciclo lunar. Outro símbolo dessa celebração é o ovo, que por si só carrega o simbolismo da geração da vida.


Origens de Ostara

Ostara era comemorado pelos celtas em 21 de Março. Nessa data, era costume pintar vários ovos, com diferentes símbolos, para dar de presente aos amigos e entes queridos, como representação de fartura, prosperidade e fertilidade, ou deixados aos pés de alguma árvore. Nesse Sabbat a Deusa anglo-saxã Eostre era homenageada, e por esse motivo essa celebração também é conhecida pelo nome dessa Deusa. Eostre rege a fertilidade, prosperidade, amor e renascimento. Seu nome possui muita semelhança com a palavra inglesa 'easter', que quer dizer Páscoa. Diz a lenda que essa Deusa foi presenteada com ovos dourados por um coelho e ficou tão encantada com a beleza dos ovos que desejou que a humanidade toda pudesse também apreciar tamanha beleza. Ela passou, então, a pedir para esse coelho botar outros ovos na mesma data, uma vez por ano. 

Ovos pintados simbolizando Ostara

No início da cristianização dos povos pagãos, as datas das festividades celtas, e de muitos outros povos, foram transformadas nas datas das celebrações cristãs que conhecemos. Era uma maneira mais fácil de fazer com que os praticantes da Antiga Religião aderissem à nova doutrina, imposta quase que obrigatoriamente. Por conta disso, esse Sabbat (que era comemorado em Março) ficou mundialmente conhecido como a Páscoa, quando Jesus ressuscita depois de três dias. O coelho também foi 'adotado' dessa antiga tradição, bem como os ovos, que se tornaram os tão famosos, conhecidos e queridos Ovos de Páscoa. Não há nenhuma relação entre Jesus, os ovos e o coelho; desse modo, nota-se claramente a adaptação que foi feita desse lindo ritual celta. Lembrando que a Páscoa não vêm única e exclusivamente do sabbat celta, e sim de uma mistura de crenças pagãs antigas.

Celebrando Ostara 

Existem várias formas de se comemorar esse Sabbat, mas em geral os instrumentos rituais e a temática é a mesma. Deixo aqui um ritual simples para a celebração desse Equinócio, retirado do livro "Wicca - A Religião da Deusa" de Claudiney Prieto:

Materiais necessários: 

* Caldeirão com água;
* Flores do campo (preferencialmente colhidas no dia);
* 9 velas amarelas;
* 1 Taça com água;
* 1 Ovo de Ostara (esse ovo pode ser feito da seguinte forma: cozinhe alguns ovos e depois pinte em sua casca vários símbolos, como celtas, rúnicos, etc., ou faça desenhos que simbolizem o que você deseja atrair para sua vida) 
 
Coloque o Caldeirão com a água no meio do altar. Circunde-o com as nove velas amarelas. Trace o círculo mágico e então diga:

Abençoada seja a Primavera que chegou.Agora as flores mostram toda a sua vida através das cores;A estação da Esperança e da alegria chegou.Que a Deusa e o Deus abençoem a Terra com equilíbrio e renovação.
 
Acenda as velas ao redor do caldeirão, dizendo:

Eu acendo estas velas em homenagem à Rainha da Primavera para que a luz do Sol possa trazer alegria e vida.
 
Coloque algumas flores dentro do seu caldeirão com água e lave as suas mãos mentalizando os seus desejos e fazendo seus pedidos. Depois pegue o Ovo de Ostara e refaça seus pedidos. Diga: 

Abençoada seja ti, Deusa fertilizadora, que abençoa a Terra com a tua bondade através da tua união com o Deus fertilizador. Que este Ovo represente a semente do meu desejo.
 
Eleve a taça e diga:

Abençoada seja a Primavera que regressou. Que a Roda da Vida sempre gire. Que assim seja e que assim se faça!
 
Beba um gole da água e faça uma libação (ato de oferecer o vinho em honra aos Deuses).
Cante e dance em homenagem aos Deuses.
Destrace o círculo.


Deusa Eostre

Nenhum comentário:

Postar um comentário